Buscar um especialista

Encontre o mais próximo de você

Área do associado

Acesse conteúdos exclusivos

Publicado em 28 de setembro de 2021

Comissão de Trauma e CEC/SBQ convidam para curso virtual em outubro

Está confirmado para o dia 2 de outubro o curso virtual com módulos de fêmur proximal e pelve e acetábulo, preparado em conjunto pela Comissão de Trauma e pela Comissão de Educação Continuada da SBQ.

A abertura do curso será feita pelo presidente da SBQ, Giancarlo Cavalli Polesello e a primeira aula será sobre fratura do colo femoral – osteossíntese: indicações e estratégias, a cargo do presidente da CEC, Marcos Giordano, seguindo-se aula de Josiano Valério, cujo tema será ‘Existe espaço para osteotomia valgizante nos casos de falha de osteossíntese da fratura do colo femoral em adultos jovens?’.

A terceira aula, de Guilherme Falótico, será sobre ‘fratura do colo femoral Garden 1 no idoso: osteossíntese ou artroplastia?’ e, em seguida, será a vez de uma mesa redonda sobre os limites da osteossíntese nas fraturas do colo femoral. A mesa será coordenada por Marcos Giordano e serão debatedores Josiano Valério, Guilherme Falótico e Luiz Henrique Penteado da Silva. 

O tema ‘Fratura Trocantérica’ será apresentado por Paulo Roberto Barbosa Lourenço, cuja aula será sobre estratégias de redução cirúrgica nas fraturas trocantéricas, seguindo-se aula sobre artroplastia total do quadril na fratura trocantérica aguda instável por Carlos Galia e uma terceira aula sobre ‘Falha na osteossíntese da fratura transtrocantérica no idoso: revisão da osteossíntese ou artroplastia?’, a cargo de Luiz Henrique Penteado da Silva. 

A mesa redonda que se seguirá será moderada por Luiz Henrique Penteado da Silva e o tema será ‘Fraturas trocantéricas – osteossíntese, falha de osteossíntese – ATQ x Revisão de síntese. Serão debatedores Paulo Roberto Barbosa Lourenço, Carlos Roberto Galia e Hilton Barros. 

O tema ‘Fratura subtrocantérica’ também será objeto de três aulas, ‘Fratura subtrocanteriana – truques e armadilhas’, por Wesley Max Ramos, ‘Falha de osteossíntese no paciente jovem – quando e como revisar’ por Leandro Alves de Oliveira, e ‘Fratura subtrocantérica atípica por uso de bifosfonado – quando operar?’, por Bruno Janarelli.

A mesa redonda ‘Fraturas subtrocantéricas – intra x extramedular + complicações terá a coordenação de Wesley Max Ramos e os debatedores serão Bruno Janarelli; Leandro Alves de Oliveira e José Milton Pelloso Júnior. 

A ‘Fratura Periprotética Femoral – avaliação e classificação será o tema de Nelson Franco Filho, seguindo-se mesa redonda coordenada por ele mesmo, que apresentará dois casos sobre ‘Fratura periprotética – estratégia de tratamento + complicações, que serão analisados pelo presidente da Comissão de Trauma, Mustafa A. Zoghbi, Bruno Jannarelli e Ricardo Azevedo de Souza, encerrando-se os trabalhos do dia às 12,30 horas. 

A programação do módulo ‘Pelve e Acetábulo’ está sendo montada e também será divulgada no site assim que for concluída. 

Segundo módulo – Pelve e Acetábulo – será dia 23

O segundo módulo do Curso está confirmado para o dia 23 de outubro e será centrado nos temas ‘Lesões do Anel Pélvico e Fraturas do Acetábulo’. A abertura será feita pelo presidente da SBQ, pela Comissão de Trauma e pela Comissão de Educação Continuada, que organizaram o evento e as aulas serão ministradas por alguns dos maiores especialistas de oito Estados brasileiros. 

As aulas sobre lesões do anel pélvico serão sobre avaliação inicial e tratamento na fase aguda, lesões tipo B e lesões tipo C, e a mesa redonda sobre ‘Lesões tipo B e C e estratégias de tratamento’. A programação sobre fraturas de acetábulo prevê aulas sobre avaliação clínica e radiográfica das fraturas do acetábulo: indicação de tratamento conservador, vias de acesso para o tratamento das fraturas do acetábulo, fraturas associadas e fraturas elementares e mesa redonda sobre ‘Vias de acesso e técnicas de fixação. Como tópicos adicionais está previsto o tema ‘Fratura do acetábulo associada a lesão pélvica: estratégia e tratamento’, com aulas sobre fratura periprotética do acetábulo – indicações e estratégia de tratamento, fratura do acetábulo no idoso – osteossíntese ou artroplastia e uma última mesa redonda sobre ‘Fratura do acetábulo no idoso – ATX x Osteossíntese.


É proibida a reprodução total ou parcial de textos, imagens e ilustrações, por qualquer meio, sem que haja prévia e expressa autorização pela Sociedade Brasileira do Quadril, sob pena de responder civil e criminalmente.

  • Notícias gerais