Participe até 5 de dezembro da Consulta Pública sobre reuso de materiais

Os médicos estão sendo chamados a opinar na Consulta Pública 257, da ANVISA, que servirá de base para a liberação da reutilização de materiais que hoje são obrigatoriamente descartados.

Para opinar, o endereço eletrônico é http://portal.anvisa.gov.br/consultas-publicas#/visualizar/329010 e a participação é importante porque a ANVISA fará um Ato Normativo com a consolidação da opinião dos médicos, do público e também da indústria, que evidentemente prefere o descarte do que o reprocessamento.

O Ato Normativo terá dois anexos, I – Produtos de Reuso Proibido e II – Produtos Passíveis de reuso. No segundo caso, a reciclagem de materiais metálicos deve ser feita em autoclave e dos demais materiais com peróxido de hidrogênio.

A cirurgiã Lídia Marques Silveira, que há anos luta pela autorização do reuso de certos materiais, cita exemplos de produtos hoje descartados e que poderiam ser reutilizados, como grampeadores lineares recarregáveis (custo de R$ 1.033,00) e de bisturis ultrassônicos (custo de R$ 4.000,00), quando nos Estados Unidos um bisturi ultrassônico chega a ser reutilizado até 29 vezes.

A médica lembra também que “inexistem trabalhos nacionais ou internacionais que registrem infecção decorrente do reuso de material devidamente esterilizado segundo os protocolos validados” que, no Brasil, estabelecem que o reprocessamento dos artigos passíveis de reuso fica, até agora, na exclusiva responsabilidade dos hospitais.

Localização & Contato


 
 
[contact-form-7 id="1932" title="Contato"]
Itarget Tecnologia