Em teleconferência, diretores e presidentes de Regionais da SBQ definem ações durante a pandemia

A continuidade dos ‘Encontros Virtuais com amigos Verdadeiros’, que têm surpreendido pelo número de participantes – até 190 –, a realização dos eventos científicos das Regionais por plataforma de videoconferência, a assinatura de uma nova plataforma para esses eventos, a ser assumida pela SBQ e a implementação imediata do projeto ‘Família SBQ – Sempre Querendo o Bem’, que fará doação de alimentos para instituições de caridade indicadas por cada Regional.

Essas foram algumas das decisões tomadas nesta terça-feira, dia 21, durante produtiva teleconferência que reuniu a Diretoria da SBQ, os presidentes das Regionais, das Comissões e assessores, para discutir as atividades da sociedade diante das restrições impostas devido à pandemia do COVID-19.

O presidente Giancarlo Polesello explicou que foi uma surpresa a imensa adesão às aulas dos ‘Encontros’, abriu a discussão sobre a quantidade das mesmas, que será reduzida no futuro próximo. É que durante a quarentena a maioria dos associados está em casa e acessa as aulas, mas com o previsto relaxamento da quarentena nos próximos meses muitos não poderão participar de aulas toda segunda, quarta e sexta-feira.

Paulo Alencar, que preside a Regional Paraná, disse que a teleconferência “é um caminho sem volta” e que sua Regional já está usando as facilidades da internet inclusive para treinar especialistas mais jovens como apresentadores, preparando-os para que façam palestras nas futuras reuniões dos Clubes do Quadril e também para renovar o quadro de palestrantes dos congressos. 

A utilização da internet foi apoiada pelos 13 participantes da reunião e ficou decidido que, enquanto as reuniões presenciais não forem possíveis, os encontros científicos deverão ser feitos por teleconferência, o que interessa principalmente à Regional Norte/Nordeste que, em virtude da grande área territorial que cobre, tem dificuldade em reunir os associados de Estados tão distantes entre Amazonas e Alagoas, por exemplo. 

Foi acordado também fazer eventos científicos diferenciados segundo os temas, pois eventos com temas mais básicos que são importantes para os residentes que se preparam para a prova de título não têm grande interesse para os médicos mais experientes, que podem preferir discussões de problemas mais complexos e análises de casos.  

Ficou decidido que a SBQ vai assinar um novo sistema de teleconferência, o ‘GoTowebinar’, da LogMeIn. Um dos comentários foi que o valor da assinatura do sistema é menor que a despesa que até agora era feita com a passagem e a hospedagem de um único conferencista que do Centro-Sul do Brasil fosse convidado para falar num evento no Nordeste.

Também foram debatidos outros assuntos, como a necessidade de centralizar na Secretaria a agenda dos eventos, para que uma teleconferência de determinada Regional não se sobreponha a um evento da SBQ nacional, por exemplo.

O último tema foi o ‘Projeto Família SBQ’, proposto pelo presidente Polesello e pelo diretor de Comunicação, Marco Pedroni, que já tinha pedido que cada Regional levante o nome de entidades filantrópicas comprovadamente idôneas que gostariam de ajudar especificamente no combate à fome. “Algumas já foram escolhidas”, disse ele, como uma que cuida dos moradores de rua em Fortaleza. 

Definidas as entidades, o dinheiro a ser arrecadado será reunido numa conta já aberta pela Secretaria para ser distribuído entre as regionais. 

Caberá a cada Regional a aquisição e entrega de alimentos às entidades escolhidas. Pedroni enfatizou a necessidade de implementar o projeto rapidamente, pois com a quarentena e a sustação da atividade econômica, a fome passou a ser uma dura realidade para as camadas menos aquinhoadas da população e que serão beneficiados pela campanha ‘Família SBQ’. 

Localização & Contato


 
 
[contact-form-7 id="1932" title="Contato"]
Itarget Tecnologia